Você se cadastrou no Spamhaus Data Query Service (DQS), fez um café, averiguou seu servidor de e-mail, fez algumas mudanças na configuração e pronto: seus e-mails deveriam estar protegidos por nossas DNSBLs. MAS… e se houve um pequeno erro na configuração? Não tem problema: agora você tem uma ferramenta para testar se os seus servidores de e-mail estão configurados corretamente para trabalhar com as listas de bloqueio da Spamhaus.

No século passado…

Muitas luas atrás, em 1999, Russ Nelson desenvolveu uma ferramenta para testar bloqueios de spam baseados em DNS em www.crynwr.com. Essa ferramenta funcionava para listas de bloqueio baseadas em IP no nível do SMTP, com os usuários interagindo por meio de e-mail ou telnet. Entretanto, a ferramenta Crynwr foi descontinuada em 2019.

Conheça o Blocklist Tester

Spamhaus Blocklist Tester (BLT) foi desenvolvido com base no conceito de Russ Nelson, mas ele também testa listas de bloqueio de hash e domínio, além do conteúdo da mensagem e das listas de bloqueio de IP. Tudo isso é feito através de uma interface da Web simples de usar.

Como funciona o BLT?

O BLT tenta entregar e-mails ao seu servidor conectando-se a partir dos recursos de internet relacionados em nossas listas de bloqueio, por exemplo, endereços IP. O resultado esperado é que o seu servidor de e-mail rejeite todos esses e-mails — bem, há algumas exceções à regra, mas falaremos disso mais tarde.

Você pode efetuar dois tipos de teste, individualmente ou em conjunto, embora recomendemos iniciar com o teste de SMTP:

  • Testes de SMTP — testam a filtragem no nível do SMTP, em que a rejeição de e-mails maliciosos é feita antes que possam ser entregues.
  • Testes de conteúdo — baseiam-se na varredura do conteúdo do cabeçalho e corpo dos e-mails. Quando a configuração de sistema está definida para rejeitar com base no conteúdo, essa ferramenta classifica os resultados pelos testes de SMTP. Entretanto (e esta é a exceção a que nos referimos anteriormente), se o seu sistema está definido para marcar as mensagens potencialmente maliciosas e/ou entregá-las a uma pasta específica, você precisará verificar se esses e-mails foram processados como esperado.

Após efetuar um teste, que você pode executar no Data Query Service ou em espelhos públicos, é exibido um relatório completo que mostra os resultados de cada e-mail de teste enviado:

Quando houver problemas, e e-mails que não deveriam ser entregues tiverem sido entregues, você pode clicar para obter um relatório completo da troca de SMTP para ajudar a solucionar o problema:

Como usar o Blocklist Tester

Tentamos criar uma ferramenta simples de usar e com o máximo possível de informações para ajudar a resolver problemas que possam ocorrer com a sua configuração.

  1. Registro
  • Acesse a página inicial, insira o endereço de e-mail do servidor que deseja testar e clique em “Access Portal”.
  • O BLT efetuará um teste MX Probe. O probe envia o seguinte comando SMTP, mas não entrega o e-mail: EHLO, MAIL FROM, RCPT TO, QUIT.
  • Se o MX Probe puder confirmar que o host está responsivo e aceita mensagens para o endereço de e-mail, o resultado é “bom”, e enviamos um e-mail de verificação para o seu endereço de e-mail registrado.
  • O e-mail de verificação contém um link de login. Você pode usar esse link para acessar o portal quantas vezes quiser.
  • Se você não receber um e-mail de verificação, forneceremos alguns diagnósticos do teste MX Probe que efetuamos. Para ver o material, clique em “View delivery details”.
  1. Teste
  • Assim que acessar a página de teste, você pode efetuar testes no Data Query Service ou em espelhos públicos.
  • Selecione qual dos seguintes testes você gostaria de efetuar: Teste de SMTP de e-mails ou Teste de conteúdo de e-mails, ou os dois, e clique em “Run Test”.
  • Os registros DNS Mail Exchanger (MX) identificam os servidores que aceitam e-mails de um domínio. O BLT encontra todos os hosts MX para o endereço de e-mail e repete a mesma sequência de teste para cada um deles.
  1. Relatórios
  • O relatório de teste de lista de bloqueio demora um pouco para compilar. Contudo, você pode ver o resultado do teste de cada e-mail atualizado em tempo real.
  • Para ver o resultado em mais detalhes, clique no ícone para acessar a página “Test email”, que descreve a troca de SMTP de um teste específico.

Esperamos que essa ferramenta lhe seja útil.

Como sempre, gostaríamos muito de saber a sua opinião: use o nosso formulário de contato para dar o seu feedback sobre o Blocklist Tester.

Aproveite o teste.

Produtos relacionados

Data Query Service (DQS)

O Data Query Service (DQS) da Spamhaus é uma solução acessível e eficaz para proteger seus usuários e sua infraestrutura de e-mail.

Usando sua solução já existente de proteção de e-mail, você será capaz de bloquear spams e outras ameaças relacionadas, incluindo malwares, ransomwares e e-mails de phishing.

O serviço nunca falhou e trabalha com as listas DNSBL mais utilizadas no setor.

  • Proativo e preventivo
  • Economia nos custos de gerenciamento e infraestrutura de e-mail
  • Acionável

Recursos

Um novo dataset está disponível via Spamhaus Intelligence API

Notícia

A Spamhaus lançou a lista de bloqueio CSS aprimorada (eCSS) e a disponibilizou através do nosso serviço de API. Ela fornece aos usuários insights adicionais relacionados a endereços IP maliciosos e comprometidos.

Seja bem-vindo à licença de desenvolvedor da Spamhaus

Blog

Estamos cientes de que achar o caso de uso certo e desenvolver o aplicativo certo que atenda às suas necessidades pode levar tempo. Sendo assim, criamos uma licença que dá aos desenvolvedores acesso aos dados sem limitá-los aos 30 dias de uso de avaliação. A licença de desenvolvedor é válida por períodos de seis meses.

A Red Sift aprimora os insights e a produtividade dos clientes com a Spamhaus Intelligence API

Estudo de caso

A empresa global de software de segurança cibernética, Red Sift, usa a Spamhaus Intelligence API para liberar o tempo dos clientes e oferece insights importantes sobre por que um IP é bloqueado.